quinta-feira, 13 de janeiro de 2005

Mais vale prevenir que remediar…

É um provérbio antigo e continua mais que actual.
Isto vem a propósito da entrevista que vim a ouvir, na Antena 1, no carro depois do almoço. Os entrevistados eram o director da pediatria do Hospital de S. João e a Dr.ª Helena Sacadura Botte, que pelos vistos é a tesoureira!!!, da Associação para a Protecção da Segurança Infantil - APSI. O objectivo: alertar que a segurança dos nossos filhos é a prioridade máxima, pois sem segurança não à felicidade e alegria dentro de uma casa.
Uma das muitas coisas referidas pelos entrevistados, foi de que os esclarecimentos e prevenção deveriam começar na grávida, na futura Mamã, em detalhes tão pequenos como o usar o cinto de segurança não aperta o bebé, segura-o. Um dos truques para uma barriga grande é puxar o banco para trás o máximo pois ao colocar o cinto ele vai incidir na parte mais baixa da barriga e assim Mamã e Bebé vão muito confortáveis. Pequenos quês que são fundamentais.

Alertaram que antes de adquirir as cadeirinhas par ao carro devemos consultar o site deles com a melhores propostas e indicações. Pois os pediatras, enfremeiros e médicos de clinica geral nem sempre estão muito esclarecidos para uma abordagem "segura" do assunto.
Um outro ponto referido é a segurança das crianças. Falaram sobre muitos pontos, mas sabiam, por exemplo, que uma criança pode afogar-se num, simples, balde com água? Sim, daqueles que temos em casa para mergulhar a esfergona. Pois é, é que 25% do peso do corpo de uma criança está na cabeça e ao espreitar, afinbal a curiosidade é uma faceta das crianças!, facilmente se desequilibra.
Como vêem todo o cuidado é pouco e uma visita com frequência ao site desta associação pode ajudar muito. Já agora podem, também, telefonar ou escrever para lá e esclarecerem todas as dúvidas que tiverem. Não se inibam mais vale perguntar que continuar na ignorância!!!
Há que começar a tratar da segurança antes deles e delas nascerem, depois o tempo será escasso!!!

Nós, eu e o Gil, por exemplo, vamos, entre outras coisas, tratar de colocar umas placas acrílicas na nossa varanda, pois o “corrimão” é igual a uma escada e uma distracção pode ser fatal. Afinal viver num oitavo andar com vistas para o mar é bom, mas também exige muitos cuidados...
Segurem bem tudo e não facilitem em nada.

4 comentários:

Susana Vasconcelos disse...

Obrigada pela dica, mamã Kika! ;-)
Também tenho ouvido muito à cerca do tema e um dos encontros em que me inscrevi, da Prénatal, é precisamente sobre Segurança Infantil. Os acidentes domésticos são a maior causa de mortalidade infantil, em Portugal, seguida dos acidentes de viação. É assustador! Um mínimo cuidado nosso pode representar a preservação da vida dos nossos filhos!
Beijocas.
Susana.

Maria Joao Rua disse...

é bom ler que estão as 2 mamãs atentas a esses temas...É das coisas que mais me assusta...

Mas tenho a certeza que convosco, todo o cuidado vai ser a 100% e não vai haver margem para acidentes...Voces são conscienciosas e atentas...e lindas!

InêsN disse...

Obrigada por todas as dicas!!!!
Beijinhos,
Inês

magnolias_forever disse...

É assim, isto de saber mais de bebés e pormenores de nascimentos e gravidez já anda a levantar suspeita!.. Agora tudo à minha volta fala sobre garvidez e até os programas de televisão parece que só falam nisso!! No outro dia já não sei a que propósito falava com a zeza sobre a toxoplasmose, e pergunta ela muito intrigada:
"Como é que sabes esses pormenores todos??? tás a pensar ter um bebé??!!"..
Quer dizer os limites que isto já alcançou... não pode ser!.. Falem de filmes de animação infantil, já não levanta tantas questões!!! Hihiihii...
Bom, pelo menos quando pensar a sério neste assunto de gravidez já sei com que especialistas falar!!!
Beijinhos
mi