segunda-feira, 16 de janeiro de 2006

Quando nos fecham uma porta, Deus abre sempre uma janela.

Há coisas que o dinheiro não paga e muito menos nos dá: ver a nossa filha a crescer é uma delas. Agora que estou em casa a cuidar dela, exclusivamente fico deliciada ver a Inês a crescer, a desenvolver, a criar novas brincadeiras, novos hábitos, enfim vê-la a crescer. Sim é isso que nenhuma profissão fabulosa nos dá, ver os nossos folhos a crescer. Aliás quando damos conta eles já cresceram e já não precisam de nós para nada!!!! Afinal estar desempregada tem as suas vantagens, mesmo que essa não renovação de contracto tenha sido uma malandragem de pessoas, ou melhor de uma pessoa mal amada e muito invejosa da felicidade dos outros. Paciência. Afinal ela nem sabe o bem que me fez, ver a minha filha a crescer e amadurecer planos antigos é uma bênção.

3 comentários:

Sonia disse...

é isso mesmo :))
O € dá mto jeito, mas não há nada que pague estar perto de um filho.

Susana Vasconcelos disse...

Era o que eu mais queria neste momento, era estar com o Mateus! Que sorte!
Há pessoas mesmo más e insensíveis. Enfim...
Um grande beijinho e aproveita bem a tua princesinha linda!
Susana+Mateus

Anónimo disse...

Aproveita cada momento que é único. O emprego faz sempre falta, mas a compensação de veres cada minuto do crescimento da tua filha vai superar tudo.Coragem e vais ver que afinal, fazendo bem as contas acabas por poupar aquilo que não vais receber. Embora por opção, também sou mae a tempo inteiro,pelo menos este primeiro ano (a minha filha tem 6 meses), e estou a adorar, mas não tenho tempo para mais nada